REFERÊNCIAS

 

Referências Bibliográficas

ABREU, Capistrano de. Capítulos da história colonial. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisa Social, 2009.


A CARTILHA do Samba Chula. Santo Amaro: ASSEBA/Natura Musical, 2016.


ALDEN, Dauril e MILLER, Joseph C. Out of Africa: The slave trade and the transmission of smallpox to Brazil, 1560-1831. Journal of Interdisciplinary History, v. 18, n. 2, p. 195-224, 1987.


AMADO, Jorge. Bahia de Todos-os-Santos: Guia de ruas e mistérios. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.


AMINE, Jamile. Secretário de cultura, Rodrigo Velloso fala sobre homenagem a Bethânia em Santo Amaro. Bahia Notícias, 17 de jan.2015. Disponível em: <https://www.bahianoticias.com.br/cultura/entrevista/136-secretario-de-cultura-rodrigo-velloso-fala-sobre-homenagem-a-bethania-em-santo-amaro.html>. Acesso em: out.2018.


ARAÚJO, Ubiratan Castro de. A Baía de Todos os Santos: um sistema geo-histórico resistente. In: CAROSO, Carlos; TAVARES, Fátima; PEREIRA, Cláudio (Org). Baía de Todos os Santos: aspectos humanos. Salvador: EDUFBA, 2011.


ASSIS, Machado de. Obra Completa. vol. II. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.


AZEVEDO, Esterzilda Berenstein de. Engenhos do Recôncavo Baiano. Brasília, DF: Iphan/Programa Monumenta, 2009.


BUENO, Eduardo. Brasil, uma história. Rio de Janeiro: Leya, 2012.


_____. Capitães do Brasil: A saga dos primeiros colonizadores. Rio de Janeiro: Estação Brasil, 2016.


CAMPOS, Alessandro de Oliveira. Tradição e apropriação crítica: Metamorfoses de uma afroamericalatinidade. São Paulo: EDUC, 2016.


CANCLINI, Néstor García. Consumidores e cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. Tradução de Maurício Santana Dias. Rio de Janeiro: UFRJ, 1995.

 

CANTADOR DE CHULA (Site). Disponível em: <https://cantadordechula.wordpress.com>. Acesso em: jul.2018.

CASTILLO, Lisa Earl; ALBUQUERQUE, Wlamyra; SAMPAIO, Gabriela dos Reis (Orgs.). Barganhas e querelas da escravidão: tráfico, alforria e liberdade - Séculos XVIII e XIX. Salvador: EDUFBA, 2014.


BARROS, Ana Cirne Paes de. Comunicação e Mídias Digitais: novas formas de relacionamento mercadológico transmidiático. In: 6.o Interprogramas de Mestrado – Faculdade Cásper Líbero, 2010, São Paulo. 6.o Interprogramas de Mestrado – Faculdade Cásper Líbero. São Paulo: Cásper Líbero, 2010. p. 1-15.


CARNEIRO, Edison de Souza. Folguedos tradicionais. Rio de Janeiro: Conquista, 1974.


CASCUDO, Luís da Câmara. Antologia do folclore brasileiro. Vol. 2. São Paulo: Global, 2002.
 

CONRAD, Robert Edgar. Children of God's fire: a documentary history of black slavery in Brazil. Princeton, N.J.: Princeton University Press, 1994.


CONY, Carlos Heitor. Casa-grande e senzala. In: Folha de S.Paulo, São Paulo, 23 ago.2013. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/colunas/carlosheitorcony/2013/08/1330683-casa-grande-e-senzala.shtml>. Acesso em: out.2018.


COSTA, Carlos Alberto Santos. Patrimônio Cultural de Camaçari e Simões Filho: Resultados da BA – 093/Fabiana Comerlato. Jeanne Almeira Dias, Leandro Max Peixoto e Carlos Alberto Santos Costa – 1.a ed. – Cruz das Almas/BA: UFRB, 2015.


DICIONÁRIO Cravo Albin da música popular brasileira. Versão eletrônica. Disponível em: <http://www.dicionariompb.com.br>. Acesso em: set.2018.

DOMINGUES, Cândido. Africanos na cidade da Bahia: tráfico negreiro, escravidão e identidade africana - século XVIII. Cruz das Almas: EDUFRB; Belo Horizonte: Fino Traço, 2016.


DÖRING, Katharina. Memórias fractais do Samba de Roda – Patrimônio cênico-musical em voz, gesto, som e movimento. Trans (Barcelona), v. 19, p. 15, 2015.


DOURADO, Henrique Autran. Dicionário de Termos e Expressões da Música. São Paulo: Editora 34, 2004.

EBOMI, Alberto. O candomblé e a Nação Ketu. Disponível em: <https://www.juntosnocandomble.com.br/2013/05/o-candomble-e-a-nacao-ketu-angola-jeje.html>. Acesso em: nov.2018.

 

FADEL, Fernanda. O que é que a Bahia tem? Tem Dalva Damiana de Freitas, "Doutora do samba”. Disponível em: <https://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/entretenimento/2016/10/26/o-que-e-que-a-bahia-tem-tem-dalva-damiana-de-freitas-doutora-do-samba.htm>. Acesso em: set.2018.


FAGE, John Donnelly. History of West Africa. London: Cambridge University Press, 1959.


FARIA, Gerson de. Dona Canô, 92 anos: a saga da mãe do tropicalismo. IstoÉ Gente. Disponível em: <https://www.terra.com.br/istoegente/39/testemunha/index.htm>. Acesso em: out.2018.


FERREIRA, Luzia Gomes; FREITAS, Joseania Miranda. O samba de roda na celebração de Nossa Senhora da Boa Morte em Cachoeira – Bahia. Políticas Culturais em Revista, 1 (3), p. 37 - 46, 2010.


FERREIRA, Thiago Almeida. João da Goméia: transgressões e identidades de gênero no Candomblé. 2016. 37 f., il. Monografia (Bacharelado e Licenciatura em História) – Universidade de Brasília, Brasília.


FLORENTINO, Manolo. Tráfico Atlântico, mercado colonial e famílias escravas no Rio de Janeiro, Brasil, c. 1790-c.1830. In: História: Questões & Debates, n. 51, Curitiba: Editora UFPR, jul./dez.2009. p. 69-119.

 

GATTAI, Zélia. A casa do Rio Vermelho. Rio de Janeiro: Record, 1999.
 

GAARDER, Jostein; HELLERN, Victor; NOTAKER, Henry. O livro das religiões. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.


GRAEFF, Nina. Os ritmos da roda: tradição e transformação no samba de roda. Salvador: EDUFBA, 2015.


GOUVEIA, Patrícia. Artes e jogos digitais: estética e design da experiência lúdica. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, 2010.


_____. Transmedia experiences that blur the boundaries between the real and the fictional world. In: SIMÃO, Emília; SOARES, Celia. Trends, Experiences, and Perspectives in Immersive Multimedia and Augmented Reality. Part of the Advances in Multimedia and Interactive Technologies Book Series, IGI Global, 2018.


HAMPATÉ BÂ, Amadou. A tradição viva. In:  KI-ZERBO, Joseph (org.). História geral da África I: Metodologia e pré-história da África. Brasília: Unesco, 2010.


HASHIZUME, Maurício. Museu mostra como europeus se aproveitaram da escravidão. Disponível em: <https://reporterbrasil.org.br/2008/09/museu-mostra-como-europeus-se-aproveitaram-da-escravidao>. Acesso em: out.2018.


JENKINS, Henry. Cultura da convergência. 2.ed. São Paulo: Aleph, 2008.


LAMARDO, Rafael; SILVA, Carlos Eduardo Santos. A publicidade e os desafios da convergência. In: Encontro ESPM de Comunicação e Marketing 1, ano 2005, São Paulo. Anais. CD-ROM.


LAPOENTE, Waldemar Alvarenga. A luta pela Goméia e o resgate da História. In: Projeto Centro Cultural Joãozinho da Goméia, 26 nov.2010. Disponível em: <http://ccjgomeia.blogspot.com.br/2010/11/luta-pela-gomeia-e-o-resgate-da_26.html>. Acesso em: out.2018.

 

LEMOS, Hozana Carla Freitas de. Por uma roda de saberes: Cultura e Formação no Samba de Roda do Recôncavo Baiano. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação e Contemporaneidade) – Universidade do Estado da Bahia, Bahia.


LOPES, Nei. Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana. São Paulo: Selo Negro, 2004.

MARQUES, Francisca. Festa da Boa Morte: Identidade, Sincretismo e Música na religiosidade brasileira. In: Noticias de Antropología y Arqueología , v. 00, p. 00, 2002.


MARQUES, Marília; MACÊDO, Pollyanna. Rodrigo Veloso e seus vários papéis: Secretário de Cultura da cidade de Santo Amaro e filho da ilustre Dona Canô. Disponível em: <https://comart2009.wordpress.com/2009/07/23/rodrigo-veloso-e-seus-varios-papeis-secretario-de-cultura-da-cidade-de-santo-amaro-e-filho-da-ilustre-dona-cano>. Acesso em: out.2018.

MASCARENHAS, João Gilberto Paim. A Representação do Cotidiano no Samba Chula do Recôncavo Baiano: as letras da Chula e o Grupo de Samba Chula de São Braz. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia, Salvador.

MENDONÇA, Renato. A influência africana no português do Brasil. Brasília: FUNAG, 2012.


MOURA, Clovis. Dicionário da Escravidão Negra no Brasil. São Paulo: Edusp, 2004.

 

MUKUNA, Kazadi Wa. O contato musical transatlântico: contribuição Bantu na música popular brasileira. 1977. Tese (Doutorado em Sociologia) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.


NASCIMENTO, Andréa. De São Caetano a Caxias: um estudo de caso sobre a trajetória do rei do candomblé Joãosinho da Goméa. 2003. Monografia (Graduação em História) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.


NOBRE, Cassio. Viola nos sambas do Recôncavo Baiano. In: Pacific Review of Ethnomusicology/UCLA , v. 14, p. 1-25, 2009.


OBRAS Maestras del Patrimonio Oral e Inmaterial de la Humanidad Proclamaciones 2001, 2003 y 2005. Disponível em: <http://unesdoc.unesco.org/images/0014/001473/147344S.pdf>. Acesso em ago.2018.

 

OGUIBE, Olu. The Culture Game. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2004.

PAI RODNEY de Oxóssi. Joãozinho da Gomeia, o rei do Candomblé. In: Carta Capital, São Paulo, 27 abr.2018.

PARAÍSO, Maria Hilda Baquero. O tempo da dor e do trabalho: a conquista dos territórios indígenas nos sertões do leste. Salvador/BA: EDUFBA, 2014.


_____. Revoltas indígenas, a criação do governo geral e o regimento de 1548. In: Clio, Revista de Pesquisa Histórica. Recife, n. 29, v. 1, p. 1-21, 2011. Disponível em: <https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaclio/article/viewFile/24297/19701>. Acesso em: out.2018.


PAULA, Alessandra de. Tia Ciata, a matriarca do samba. Disponível em: <http://www.cultura.gov.br/100-anos-de-samba/-/asset_publisher/NL9Jw9zBUXPC/content/tia-ciata-a-matriarca-do-samba/10883>. Acesso em: out.2018.

PEREIRA, Rodrigo. Sucessão e liminaridade: o caso do Terreiro da Gomeia. Tessituras, Pelotas, v. 3, n. 1, p. 372-402, jan./jun.2015.

 

ROBERTO Mendes e o Samba Chula. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=M4EwGBqiWLY>. Acesso em: nov.2018.


RODRIGUES, Claudia; CORDEIRO, Gabriel Cavalcante. “E nós andamos em procissão até o túmulo”: sepultamentos, estrangeiros e alteridade no brasil do século XIX a partir dos relatos de Robert Walsh. In: Recôncavo – Revista de História da UNIABEU , v. 3, p. 15-46, 2013.


SABINO, Jorge; LODY, Raul. Danças de matriz africana: antropologia do movimento. Rio de Janeiro: Pallas, 2015.

 

SANDRONI, Carlos. Prefácio: In: A CARTILHA do Samba Chula. Santo Amaro: ASSEBA/Natura Musical, 2016.

SAMBA de Roda do Recôncavo Baiano. Brasília, DF: Iphan, 2006.
 

SANTOS, Edmar Ferreira. O poder dos candomblés: Perseguição e resistência no Recôncavo da Bahia. Salvador: EDUFBA, 2009.

SANTOS, Emilena. Era uma vez Erês. In: Revista Nures – Núcleo de Estudos Religião e Sociedade. N.o 16 set./dez. São Paulo: PUC-SP, 2010.


SANTOS, Guaraci Maximiano dos. O sincretismo religioso como resistência, em contextos de perseguição. In: Dom total. Belo Horizonte, 29 out. 2017.


SCHWARTZ, Stuart B. Segredos internos: engenhos e escravos na sociedade colonial. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.


SILVA, Raimundo. Um trajeto poético nas práticas devocionais de Cosme e Damião em Salvador. 2004. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) – Universidade Federal da Bahia, Bahia.

 

SODRÉ, Muniz. Antropológica do espelho: uma teoria da comunicação linear e em rede. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.
 

SOUZA, Claudenir de. O trabalho doméstico no Brasil. In: MULHERES negras contam sua história. Brasil. Presidência da República. Secretaria de Políticas para as Mulheres. Prêmio Mulheres Negras Contam sua História – 2013. Brasília: Presidência da República, Secretaria de Políticas para as Mulheres, 2013.
 

THADEU, Jorge. Terno de Reis em Santo Amaro homenageia Rodrigo Velloso. In: Plurall News. Disponível em: <http://www.plurallnews.com/rodrigo-velloso>. Acesso em: out.2018.


TIA CIATA. Disponível em: <http://www.sambando.com/tia-ciata-acima-de-tudo-uma-mulher-de-responsa>. Acesso em: out.2018.


UM POUQUINHO da história de Dona Chica do Pandeiro. Disponível em: <http://daquixabaaquixabeira.blogspot.com/2017/02/um-pouquinho-da-historia-de-dona-chica.html>. Acesso em: out.2018.

 

UNESCO. Convention for the Safeguarding of the Intangible Cultural Heritage. Paris, 17 oct.2003. Disponível em: <http://portal.unesco.org/en/ev.php-URL_ID=17716&URL_DO=DO_TOPIC&URL_SECTION=201.html>. Acesso em: jul.2018.


VALE, Israel do. Samba no prato. In: Folha de S.Paulo, São Paulo, 17 dez.2002.

VATIN, Xavier Gilles . Memórias Afro-Atlânticas: As gravações de Lorenzo Turner na Bahia. Rio de Janeiro/Brasília: CADON/Petrobras/Ministério da Cultura/Fundação Cultural Palmares, 2017 (Catálogo/CD duplo).


VERGER, Pierre. Fluxo e refluxo do tráfico de escravos entre o Golfo e a Bahia. Salvador: Corrupio, 1987.


VIANNA FILHO, Luiz. O negro na Bahia. Rio de Janeiro: José Olympio, 1946.

Referências das Gravuras

Afoxé. Disponível em: <https://musicamais.com.br/bateria/percussao/afuxe/afoxe-spanking-madeira-pequeno.html>. Acesso em: out.2018.


Agogô. Disponível em: <http://www.ccta.ufpb.br/intrum/contents/categorias/idiofones/agogo>. Acesso em: out.2018.


Ama de leite. Retrato de Augusto Gomes Leal e da ama-de-leite Mônica. Cartão de visita de João Ferreira Villela, c.1860.

 

Amadou Hampâté Bâ (Capa do Livro). Arquivo pessoal.


Anúncio de mulher escrava. Disponível em: <http://www.saopauloantiga.com.br/anuncios-de-escravos>. Acesso em: out.2018.

Atabaques. Diponível em: <http://candombleumafamiliadeaxe.comunidades.net/os-instrumentos>. Acesso em: nov.2018.

Bahia de Todos-os-Santos (Capa do Livro). Arquivo pessoal.


Caboclo. Disponível em: <http://rafaelnoleto.blogspot.com/2014/01/celebracao-do-dia-de-oxossi-em-teresina.html>. Acesso em: out.2018.


Caldeireiro hoje. SCHWARTZ, Stuart B. Segredos internos: engenhos e escravos na sociedade colonial. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

Candomblé. CARYBÉ (Hector Julio Páride Bernabó). In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra8784/candomble>. Acesso em: 19 de Nov. 2018. Verbete da Enciclopédia.

Carta de Lei de 1815. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/carlei/anterioresa1824/cartadelei-39527-8-junho-1815-569874-publicacaooriginal-93060-pe.html>. Acesso em: ago.2018.


Cartaz do Documentário Coleirinho da Bahia. Disponível em: <http://paginasonora.blogspot.com/2011/04/ccb-lanca-documentario-coleirinho-da.html>. Acesso em: nov.2018.

Cartilha do Samba Chula (Capa do Livro). Arquivo pessoal.

Casa do Samba. Disponível em: <http://bahianoticia.com.br/santo-amaro-casa-do-samba-pede-socorro-confira/>. Acesso em: mar.2019.

Casa do Samba Mestre Celino. In: A CARTILHA do Samba Chula. Santo Amaro: ASSEBA/Natura Musical, 2016.

Castigo de escravo. Jean-Baptiste Debret.

Castigos Domésticos. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra5763/castigos-domesticos>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

Ciclo da ilegalidade - negros transportados. VIANNA FILHO, Luiz. O negro na Bahia. Rio de Janeiro: José Olympio, 1946.


Cuíca de madeira. Disponível em: <http://www.ccta.ufpb.br/intrum/contents/categorias/membranofones/cuica/cuica-1.jpg/view>. Acesso em: out.2018.


Cuíca industrial. Disponível em: <http://www.ccta.ufpb.br/intrum/contents/categorias/membranofones/cuica/cuica-2.jpg/view>. Acesso em: out.2018.


Dannemann São Félix: Disponível em: <https://www.dannemann.com/>. Acesso em: out.2018.


Dannemann. Disponível em: <https://www.dannemann.com/>. Acesso em: out.2018.

Decreto-Lei 3551. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/D3551.htm>. Acesso em: set.2018.

Dona Cadu. Disponível em: <https://donacadu.wordpress.com/dona-cadu/>. Acesso em: out.2018.

Dona Cadu e suas cerâmicas. Disponível em: <https://donacadu.wordpress.com/2016/05/03/memorias-sambas-e-trajetoria-de-vida/>. Acesso em: out.2018.

Dona Canô e seus oito filhos. Disponível em: <http://revistadonna.clicrbs.com.br/lifestyle/o-tempero-de-dona-cano-livro-recupera-receitas-e-historias-da-matriarca-da-familia-velloso/>. Acesso em: set.2018.

Dona Canô e Seu Zeca. Arquivo pessoal de Rodrigo Velloso.

Dona Dalva e criança. Disponível em: <http://sambadedalva.blogspot.com/2017/09/convite-exposicao-90-anos-de-dona-dalva.html>. Acesso em: out.2018.

Dona Edith do Prato. In: Folha de S.Paulo, São Paulo, 17 dez.2002.

Dona Edith do Prato (CD e DVD). Arquivo pessoal.

Doutora Dona Dalva. Disponível em: <https://ufrb.edu.br/portal/noticias/3048-dona-dalva-do-samba-de-roda-recebe-primeiro-titulo-doutora-honoris-causa-concedido-pela-ufrb>. Acesso em: out.2018.


Dossiê Iphan (CD e Livro). Arquivo pessoal.

Engenho de açúcar. FRANS POST. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra14452/engenho-de-acucar>. Acesso em: 19 de Nov. 2018. Verbete da Enciclopédia.

Engenho hoje. SCHWARTZ, Stuart B. Segredos internos: engenhos e escravos na sociedade colonial. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.


Engenho ontem. SCHWARTZ, Stuart B. Segredos internos: engenhos e escravos na sociedade colonial. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

Engenho Vitória (Cachoeira). In: AZEVEDO, Esterzilda Berenstein de. Engenhos do Recôncavo Baiano. Brasília, DF: Iphan/Programa Monumenta, 2009.

Escrava da Nação Africana Crioulo. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra28659/escrava-da-nacao-africana-crioulo>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

Escrava da Nação Africana Mina.  In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra19854/escrava-da-nacao-africana-mina>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.


Escravidão dos índios. Disponível em: <https://sites.google.com/site/porquehistoria/o-processo-de-escravidao>. Acesso em: jan.2018.

Escravo da Nação Africana Angola. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra28660/escravo-da-nacao-africana-angola>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

Escravo da Nação Africana Cabinda. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra19852/escravo-da-nacao-africana-cabinda>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

 

Escravo da Nação Africana Moçambique. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra19853/escravo-da-nacao-africana-mocambique>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

 

Escravo da Nação Africana Olunan. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra28658/escravo-da-nacao-africana-olunan>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

Escravos no corte de cana. Ilustração de Percy Lau. Disponível em: <http://www.terrabrasileira.com.br/folclore3/k11canavial.html>. Acesso em: nov.2018.

Fernando de São Braz. Disponível em: <http://plataformadelancamento.com.br/festivaldaprimaverarishonlezion/>. Acesso em: set.2018.

Filhos da Terra (Capa do CD). Arquivo pessoal.

 

Folguedos tradicionais (Capa do Livro). Arquivo pessoal.

Funeral de Joãozinho da Gomeia. Diário de Notícias, São Paulo, 23 mar.1971.


Ganzá artesanal. Disponível em: <https://educalingo.com/pt/dic-pt/ganza-1>. Acesso em: out.2018.


Ganzá metal. Disponível em: <https://dancasfolcloricas.blogspot.com/2011/06/ganza.html>. Acesso em: out.2018.

Heitor dos Prazeres. Disponível em: <http://immub.org/compositor/heitor-dos-prazeres>. Acesso em: out.2018.


Iemanjá, Oxum e Nanã. Representações desenhadas por Caco Bressane. Disponível em: <https://noticias.bol.uol.com.br/bol-listas/conheca-caracteristicas-dos-orixas-do-candomble.htm>. Acesso em: out.2018.

Igreja da Barroquinha (fotos variadas). Disponíveis em: <http://www.bahia-turismo.com/salvador/igrejas/igreja-barroquinha.htm>. Acesso em: set.2018.

 

Inácio de Loyola. Disponível em: <http://www.jesuitasbrasil.com/newportal/institucional/santo-inacio-de-loyola/>. Acesso em: nov.2018.

Índia "domesticada". SCHWARTZ, Stuart B. Segredos internos: engenhos e escravos na sociedade colonial. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

 

Índios Atravessando um Riacho. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra1186/indios-atravessando-um-riacho>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

Indústria de papéis e embalagem Penha. Disponível em: <http://www.penha.com.br/1/unidades.html>. Acesso em: set.2018.

Instrumentos usados do Samba de Roda. Arquivo pessoal (foto tirada na Casa do Samba, de Santo Amaro).

IV Oficina de Viola Machete. Disponível em: <http://mestreananias.blogspot.com/2015/03/iv-oficina-de-samba-de-viola.html>. Acesso em: set.2018.

João do Boi. Disponível em: <https://www.flickr.com/photos/brigidarodrigues/3220778929>. Acesso em: set.2018.

Joãozinho da Gomeia (capa de O Cruzeiro). IMENDES, Andrea. O rei do Candomblé nas páginas da revista: Joãozinho da Goméia em O Cruzeiro (1967). In: Recôncavo: Revista de História da UNIABEU. Vol.4, N.o 6. Jan/jun.2014. Disponível em: <http://revista.uniabeu.edu.br/index.php/reconcavo/article/viewFile/1393/pdf_24>. Acesso em: nov.2018.

Joãozinho da Gomeia no carnaval. Disponível em: <https://www.flickr.com/photos/joaozinhodagomeia/3858399249/>. Acesso em: out.2018.

Jogar capoeira. Johann Moritz RUGENDAS. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra24907/jogar-capoeira>. Acesso em: 19 de Nov. 2018. Verbete da Enciclopédia.


José de Anchieta. Pintura de São José de Anchieta. Disponível em: <https://santuariodeanchieta.com/>. Acesso em: jan.2018.

Jovens Negras Indo à Igreja para Serem Batizadas. Jean-Baptiste Debret. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra61273/jovens-negras-indo-a-igreja-para-serem-batizadas>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

Kazadi Wa Makuna. Disponível em: <https://www.musicinafrica.net/fr/directory/kazadi-wa-mukuna>. Acesso em: out.2018.


Lei Áurea. Arquivo Nacional. Domínio público. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lim/LIM3353.htm>. Acesso em: jul.2018.

Lei Eusébio de Queiroz. Arquivo Nacional. Domínio público. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/LIM/LIM581.htm>. Acesso em: out.2018.

Lei Feijó. Arquivo Nacional. Domínio público. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei_sn/1824-1899/lei-37659-7-novembro-1831-564776-publicacaooriginal-88704-pl.html>. Acesso em: out.2018.


Logotipo da Asseba. Disponível em: <http://www.asseba.com.br/>. Acesso em: fev.2018.

Machete. Disponível em: <https://jornalggn.com.br/blog/alfeu/a-construcao-da-viola-machete>. Acesso em: out.2018.

Manchete de notícia - "Campanha contra mistificadores". In: FERREIRA, Thiago Almeida. João da Goméia: transgressões e identidades de gênero no Candomblé. 2016. 37 f., il. Monografia (Bacharelado e Licenciatura em História) – Universidade de Brasília, Brasília.


Manuel da Nóbrega. Disponível em: <https://www.reddit.com/r/brasil/comments/7b6nar/%C3%BAnico_retrato_de_manuel_da_n%C3%B3brega_jesu%C3%ADta/>. Acesso em: out.2018.


Mapa Capitanias Hereditárias. Site do IBGE. Disponível em: <https://mapas.ibge.gov.br/escolares/publico-infantil/brasil/capitanias-hereditarias.html>. Acesso em: out.2018.


Mapa da África. Disponível em: <https://raizdosambaemfoco.wordpress.com/>. Acesso em: out.2018.

Mapa de Santo Amaro da Purificação. MOTTA, Paula Núbia Soares Dalto. Bacia do rio Subaé, Bahia: características hidrográficas, geomorfológicas e hidroquímicas. 2015. Dissertação (Mestrado em Solos e Qualidade de Ecossistemas) – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Bahia.


Mapa do Brasil – Gaspar Viegas. VIEGAS, Gaspar L., fl. 1534-7. O Brasil no mapa de Gaspar Viegas (1534). Disponível em: <http://objdigital.bn.br/objdigital2/acervo_digital/div_cartografia/cart376284/cart376284.jpg>. Acesso em: out.2018.

Mapa dos engenhos no Recôncavo Baiano. In: AZEVEDO, Esterzilda Berenstein de. Engenhos do Recôncavo Baiano. Brasília, DF: Iphan/Programa Monumenta, 2009.

Mapa dos rios do Recôncavo Baiano. Disponível em: <http://www.abc.org.br/2014/04/29/pesquisando-kirimure/>. Acesso em: abr.2019.


Mapa interativo da África. Disponível em: <https://mapasinteractivos.didactalia.net/pt/comunidade/mapasflashinteractivos/recurso/paises-da-africa/>. Acesso em: out.2018.


Mapas Rodovia Salvador-Feira de Santana. Google Maps.
Marimba: Disponível em: <https://br.yamaha.com/pt/products/musical_instruments/percussion/marimbas/index.html>. Acesso em: out.2018.

Marimba. Disponível em: <https://br.yamaha.com/pt/products/musical_instruments/percussion/marimbas/index.html>. Acesso em: out.2018.

Mercado de Escravos. AUGUSTUS Earle. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa22579/augustus-earle>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

Mercado de Escravos. Johann Moritz RUGENDAS. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra5766/mercado-de-escravos>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

Mestra Dona Chica do Pandeiro. Disponível em: <http://blogdafeira.com.br/home/2018/02/05/quixabeira-da-matinha-comemora-30-anos-de-samba-de-roda-da-bahia/>. Acesso em: out.2018.

Mestre Celino. Foto de Any Manuela de Freitas (Site da Asseba). Disponível em: <http://www.asseba.com.br/noticias/exibir/250>. Acesso em: out.2018.

Musicking (Capa do Livro). Arquivo pessoal.

Navio negreiro (foto). VIANNA FILHO, Luiz. O negro na Bahia. Rio de Janeiro: José Olympio, 1946.

Negociantes contando índios. Spix e Maitius. Disponível em: <portaldoprofessor.mec.gov.br>. Acesso em: out.2018.

Negros no fundo do porão [O Navio Negreiro]. Johann Moritz RUGENDAS. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra2996/negros-no-fundo-do-porao>. Acesso em: nov.2018. Verbete da Enciclopédia.

Nossa Senhora da Boa Morte (fotos variadas). Disponível em: <http://www.equiponaya.com.ar/congreso2002/ponencias/francisca_marques.htm>. Acesso em: out.2018.

Notícias do Brasil (Capa do Livro). Arquivo pessoal.

O poder dos candomblés (Capa do Livro). Arquivo pessoal.

O Primeiro Passo para a Independência da Bahia. Antônio Parreiras. Foto tirada no Museu de Cachoeira (arquivo pessoal).

 

O sal é um dom (Capa do Livro). Arquivo pessoal.

O tempo da dor e do trabalho (Capa do Livro). Arquivo pessoal.


Padre Antonio Vieira. Disponível em: <www.portugal.gov.pt>. Acesso em: jan.2018.


Palmas. Disponível em: <http://sambadedalva.blogspot.com/2013/02/do-charuto-as-palmas-do-samba-de-roda.html>. Acesso em: out.2018.

Patrimônio Cultural de Camaçari e Simões Filho: Resultados da BA-093 (Capa do Livro). Arquivo pessoal.


Pelo telefone. Disponível em: <http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/a-gema-carioca-e-afro-baiana>. Acesso em: fev.2018.


Pequena África. Disponível em: <https://janelasabertas.com/2017/04/19/pequena-africa-rio-de-janeiro/>. Acesso em: fev.2018.

 

Pintura Corporal e Arte Gráfica Wajãpi. Disponível em: <http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/54>. Acesso em: set.2018.

Prato-e-Faca. Disponível em: <http://lucianocuicaplay.blogspot.com/2012/11/dona-edith-do-prato.html>. Acesso em: out.2018.

Primeira missa. Pintura Vitor Meirelles. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra1260/primeira-missa-no-brasil>. Acesso em: jan.2018.


Reco-reco. Disponível em: <http://www.ccta.ufpb.br/intrum/contents/categorias/idiofones/reco-reco>. Acesso em: out.2018.

Refinaria de Mataripe. In: O Estado de S.Paulo, São Paulo, 29 out.1949, p. 27.

Reportagens sobre "batuques". SANTOS, Edmar Ferreira. O poder dos candomblés: Perseguição e resistência no Recôncavo da Bahia. Salvador: EDUFBA, 2009.

Roda de samba (pintura). Disponível em: <https://noticias.bol.uol.com.br/fotos/bol-listas/2016/09/30/a-historia-do-samba-em-32-imagens.htm#fotoNav=2>. Acesso em: nov.2018.

Rodovia 324. Google Maps.

Rodrigo Velloso. THADEU, Jorge. Terno de Reis em Santo Amaro homenageia Rodrigo Velloso. In: Plurall News. Disponível em: <http://www.plurallnews.com/rodrigo-velloso>. Acesso em: out.2018.


Samba-chula de São Braz. Disponível em: <http://plataformadelancamento.com.br/festival_europalia_brasil/>. Acesso em: out.2018.
 

Santo Amaro antiga. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/santo-amaro/historico>. Acesso em: out.2018.
 

Santo Amaro hoje. Disponível em: <https://www.guiadoturismobrasil.com/cidade/BA/299/santo-amaro>. Acesso em: out.2018.
 

Sanza. Disponível em: <http://www.ancestral-art.com/p/sanza-ancestral.html>. Acesso em: out.2018.

São Cosme e São Damião. Disponível em: <https://photo.php?fbid=1866057753490653&set=a.1487798294649936&type=3&theater>. Acesso em: out.2018.

Selo - Samba de Roda. Disponível em: <http://salvadornasoladope.blogspot.com/2011/11/samba-de-roda-patrimonio-da-humanidade.html>. Acesso em: set.2018.


Solo de Massapê. Disponível em: <http://geoconceicao.blogspot.com/2012/06/tipos-de-solos-do-brasil.html>. Acesso em: out.2018.

Suerdieck - charutos. Disponível em: <http://charutoseharleyros.blogspot.com/2012/04/caixa-de-charutos-suerdieck-grande-gala.html>. Acesso em: set.2018.

Suerdieck - fábrica de Maragogipe. Disponível em: <https://www3.ufrb.edu.br/reverso/ocupacao-e-a-historia-da-suerdieck/>. Acesso em: set.2018.

Suerdieck - mulheres trabalhando na preparação de charutos. Disponível em: <http://momentoafrica8f.blogspot.com/2012/06/fabrica-de-charutos.html>. Acesso em: set.2018.


Surdo. Disponível em: <http://samba-ap.blogspot.com/2009/>. Acesso em: out.2018.

Taubinhas. Disponível em: <http://sambadedalva.blogspot.com/2013/02/do-charuto-as-palmas-do-samba-de-roda.html>. Acesso em: out.2018.

Tia Ciata. Disponível em: <http://www.cultura.gov.br/100-anos-de-samba/-/asset_publisher/NL9Jw9zBUXPC/content/tia-ciata-a-matriarca-do-samba/10883>. Acesso em: out.2018.

Torturas sofridas pelos negros escravizados. Disponível em: <https://www.fatosdesconhecidos.com.br/6-piores-torturas-e-punicoes-que-os-escravos-sofreram-no-brasil/>. Acesso em: out.2018.

Trabalhadores no corte de cana. Disponível em: <https://noticias.r7.com/brasil/fotos/fotografo-registra-trabalho-de-cortadores-de-cana-na-bahia-27082015#!/foto/5>. Acesso em: nov.2018.


Triângulo. Disponível em: <http://www.percussionista.com.br/instrumentos/triangulo.html>. Acesso em: out.2018.

Umbigada. Arquivo pessoal (foto tirada na Casa do Samba, de Santo Amaro).

Vadiação. Disponível em: <http://www.espacoarte.com.br/obras/8775-carybe-hector-julio-paride-bernabo>. Acesso em: nov.2018.

Violeiro no século XIX. Disponível em: <https://jornalggn.com.br/blog/alfeu/a-construcao-da-viola-machete>. Acesso em: out.2018.

Vó Júlia e Vó Pomba (avós de Rodrigo Velloso). Arquivo pessoal de Rodrigo Velloso.


Zumbi. Disponível em: <http://www.palmares.gov.br/>. Acesso em: out.2018.

Link anterior:

O Samba e a Roda

Próximo link:

Agradecimentos